Home Uncategorized O estudo descobriu que o aumento das temperaturas em toda a Ásia...

O estudo descobriu que o aumento das temperaturas em toda a Ásia era 45 vezes mais provável devido às alterações climáticas.

3
0

BENGALURU, Índia (AP) – O calor extremo reverberou pela Ásia e pelo Oriente Médio no final de abril O calor devastador do ano passado A probabilidade de isso acontecer aumentou 45 vezes em algumas partes do continente devido às alterações climáticas causadas pelo homem, revelou um estudo divulgado terça-feira.

As temperaturas escaldantes foram sentidas em vastas áreas da Ásia, desde Gaza, no oeste – onde mais de dois milhões de pessoas enfrentam falta de água potável, falta de cuidados de saúde e outras necessidades. Por causa do bombardeio israelense – Para as Filipinas, no sudeste, onde muitas partes do continente registam temperaturas bem acima dos 40 graus Celsius (104 graus Fahrenheit) durante vários dias consecutivos.

O estudo foi divulgado pelo grupo de cientistas World Weather Attribution, que está a utilizar modelos climáticos bem estabelecidos para determinar se as alterações climáticas causadas pelo homem desempenharam um papel em eventos climáticos extremos em todo o mundo.

Nas Filipinas, os cientistas descobriram que o calor era tão extremo que não teria sido possível sem as alterações climáticas causadas pelo homem. Em algumas partes do Médio Oriente, as alterações climáticas aumentaram a probabilidade de ocorrência do evento em cerca de cinco vezes.

“Pessoas sofreram e morreram quando as temperaturas subiram em Abril na Ásia”, disse Frederik Otto, autor do estudo e cientista climático do Imperial College London. “Se os humanos continuarem a queimar combustíveis fósseis, o clima continuará a aquecer e as pessoas vulneráveis ​​continuarão a morrer.”

Pelo menos 28 mortes relacionadas com o calor foram notificadas no Bangladesh, bem como cinco na Índia e três em Gaza em Abril. Aumentos significativos nas mortes relacionadas ao calor também foram relatados na Tailândia e nas Filipinas este ano, de acordo com o estudo.

O calor também teve um grande impacto na agricultura, causando quebras de colheitas e rendimentos mais baixos, bem como na educação, uma vez que as férias escolares tiveram de ser prolongadas e Escolas fechadas em vários paísesO que afeta milhares de estudantes.

Mianmar, Laos e Vietname bateram recordes de dias mais quentes em Abril, e as Filipinas viveram a noite mais quente de sempre, com temperaturas a atingir 29,8 graus Celsius (85,6 graus Fahrenheit). Na Índia, as temperaturas atingiram 46 graus Celsius (115 graus Fahrenheit). O mês foi o abril mais quente já registrado em todo o mundo e o 11º mês consecutivo com recorde Recorde do mês mais quente.

Especialistas em clima dizem que o calor extremo no Sul da Ásia durante a época pré-monções está a tornar-se mais frequente, e o estudo descobriu que as temperaturas máximas são agora cerca de 0,85 graus Celsius (1,5 Fahrenheit) mais quentes na região devido às alterações climáticas.

O estudo concluiu que as pessoas deslocadas internamente, os migrantes e os residentes em campos de refugiados são particularmente vulneráveis ​​às altas temperaturas.

“Estes resultados são cientificamente preocupantes”, disse Aditya Valiathan Pillai, especialista em planeamento térmico do centro de investigação Sustainable Futures Collaborative, com sede em Nova Deli. “Mas para as pessoas que vivem em condições precárias, pode ser totalmente mortal.” Pillai não fez parte do estudo.

Pillay disse que é necessário aumentar a conscientização sobre os perigos do calor, investimentos públicos e privados para lidar com o aumento do calor e mais pesquisas sobre seus efeitos para lidar com futuras ondas de calor.

“Acredito que o calor está agora entre os principais riscos em termos da saúde pessoal de milhões de pessoas em todo o mundo, bem como do desenvolvimento económico dos países”, disse ele.

___

O redator da Associated Press, Seth Bornstein, em Washington, D.C., contribuiu para este relatório.

___

Siga Sibi Arasu no Twitter em @sibi123

____

A cobertura climática e ambiental da AP recebe apoio financeiro de diversas fundações privadas. A AP é a única responsável por todo o conteúdo. Procure pontos de acesso Padrões Para trabalhar com instituições de caridade, lista de apoiadores e áreas de cobertura financiadas em AP.org.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here