Home Uncategorized Rússia e China podem assinar grande acordo energético – Vice-Primeiro Ministro –...

Rússia e China podem assinar grande acordo energético – Vice-Primeiro Ministro – RT Business News

3
0

[ad_1]

O presidente Vladimir Putin faz visita oficial ao país asiático para discutir cooperação estratégica

O vice-primeiro-ministro russo, Alexander Novak, disse que Moscovo e Pequim poderão em breve assinar um contrato para construir o enorme gasoduto “Power of Siberia 2”, programado para transportar gás natural russo para a China.

Espera-se que o Sibéria 2 permita o fornecimento anual de até 50 mil milhões de metros cúbicos de gás da região de Yamal, no norte da Rússia, para a China, através da Mongólia.

No entanto, segundo Novak, as negociações energéticas entre Moscovo e Pequim não se limitam à “Siberian Power 2”. “Há outros novos projetos” Novak revelou isso na quinta-feira em entrevista ao canal Russia 1, sem revelar detalhes.

Estas declarações foram feitas no momento em que o presidente russo, Vladimir Putin, chegou a Pequim na quinta-feira para uma visita oficial de dois dias, e mais tarde se reuniu com o seu homólogo chinês, Xi Jinping. Putin e Xi estão programados para discutir as relações bilaterais e a cooperação estratégica entre os dois países. Espera-se que cerca de 12 documentos bilaterais sejam assinados durante a visita, juntamente com vários acordos comerciais e acordos regionais.

A Rússia fornece actualmente gás à China através da Rede Eléctrica Siberiana, parte da chamada Rota Oriental, ao abrigo de um acordo bilateral de 30 anos. As entregas começaram em 2019 e espera-se que o gasoduto atinja a sua capacidade operacional total de 38 mil milhões de metros cúbicos de gás natural por ano até 2025.

A Gazprom, a operadora do gasoduto, excedeu regularmente as suas obrigações contratuais ao longo do ano passado, com registos diários frequentemente reportados. A empresa espera que o fornecimento de gás ao principal parceiro comercial da Rússia cresça ainda mais graças à crescente procura.

Quando todos os gasodutos estiverem totalmente operacionais, o volume de fornecimento de gás russo à China poderá atingir quase 100 mil milhões de metros cúbicos anualmente.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

[ad_2]

Link da fonte

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here